18 de junho de 2017

Ano após ano....

Ano após ano chega o calor e com ele um cenário cada vez pior em Portugal.
As condições climatéricas estão a alterar-se rapidamente, está perante os olhos de todos. Há mais de uma semana com um calor abafador, ontem vieram rajadas de vento intenso do nada em menos de uma hora choveu intensamente, fez uma enorme trovoada e a temperatura manteve-se acima dos trinta até à noite. O que desejei que tivesse chovido nos locais que estavam a arder...Pedrogão Grande o que desejei para que os Bombeiros tivessem tido essa ajuda, talvez não houvesse tantas mortes. Talvez....


As notícias, as imagens, os números de vítimas, de operacionais são assustadores, revoltantes, perturbantes.... esta situação é uma calamidade, uma fatalidade.


Quando vi o comunicado do número oficial das primeiras vítimas mortais, 19 (16 carbonizadas nos veículos quando tentavam fugir do local e 3 caídas na rua por inalação de fumo) fiquei em choque, na altura ainda havia feridos e dois bombeiros desaparecidos,  neste momento há 62 vítimas mortais e cerca de 60 feridos... ainda não são números definitivos. Infelizmente, os Bombeiros não conseguiram chegar a todas as aldeias, não conseguiram ainda dominar o que a Natureza começou. Se por um lado concordo, com  um convidado de um telejornal, em ser contra à evacuação de povoações de forma desordeira/ por conta própria sem qualquer tipo de apoio e vigilância, se isso teria evitado mortes no incêndio que ainda decorre, provavelmente não. Porquê? Foram apanhados de surpresa, nada antevia as rajadas de vento fortes vindas do nada e seriam cercados de igual modo....apenas teriam como lutar um pouco, os Bombeiros com o pouco que têm nunca, deixam de lutar como podem para salvar vidas. Jornalistas relataram que além de muitos serem encontramos mortos dentro dos veículos, encontraram também vitimas mortais dentro de casas nas aldeias isoladas que foram apanhadas neste incêndio descontrolado.



Desta vez, está descartada a mão criminosa na origem deste fatídico incêndio, que foi obra da Natureza, mais especificamente de trovoadas secas. Um raio atingiu uma árvore que a Polícia Judiciária já "identificou", quando o nosso Presidente da Republica diz que foi feito tudo o que foi possível,  em termos de socorro talvez concorde, com os meios que há, porém discordo quando dizem que nada se podia fazer para atenuar isto. Limpeza do mato, autarquias a manter acessos em condições, aldeias bem informadas e preparadas, no combate as notícias fazem parecer que no papel tudo resulta e na prática é diferente.



Por isso, há muito que analisar e fazer, porque situações como esta não podem acontecer, ano após ano lá vem fogo atrás de fogo, vidas ceifadas, mulheres e homens exaustos pela batalha contra as chamas, Bombeiros e meios insuficientes, pedidos de ajuda ao povo que nada nega a quem se coloca em risco para salvar a vida e bens dos outros e o seu país. Já li, algures pela internet, populares indignados por pedirem comida ao povo e não às associações, ao estado, Banco Alimentar.... não concordo com essa atitude... os Bombeiros não merecem esse tipo de comentário. Por que tudo fazem para nos salvar, em situações de emergência, de saúde, em casos de incêndio, inundações, etc..... Não se voltem contra aos Bombeiros, que eles apenas lutam para salvar o que podem, eles bem tentam, mas não conseguem estar em vários locais ao mesmo tempo.  Faltam bombeiros, faltam meios, faltam.... e é isso que tem que ser combatido.




 Algo tem que mudar...urgentemente... por favor.. para o ano não quero que o país volte a arder, melhor este verão que nem começou ainda tem que ser melhor vigiado, medidas têm que ser tomadas para que isto não aconteça.



 Entretanto, foram decretados 3 dias de luto nacional perante estes dias que deixaram o país em choque. Os meus sentimentos a todos os familiares e força na recuperação de todos os feridos..... obrigada  a quem combate noite e dia para controlar estes incêndios.





P.S - No caso da mão criminosa, a lei tem que mudar, tem que ser mais pesada bem pesada. Não se pode perdoar estas coisas.. (mas isso é outra história)

Fontes:

Imagens

Sem comentários:

Enviar um comentário