11 de abril de 2017

No Alentejo....


Aí há umas semanas, estava eu descansa na fila de um super-mercado, quando devido à demora alguém se sai com " isto no Alentejo é tudo lento".. (algo deste género que já nem me recordo bem, mas que não me caiu bem).

Fonte



Bem em câmara lenta viro a cabeça para trás e apenas disse " nem todos somos iguais...." e o senhor continuou a dizer coisas com ironia, já estava na minha vida novamente...quando decidi dar-lhe conversa. Enquanto a funcionária se debatia com a pressão da fila a crescer, do cliente que queria factura, do que queria fazer troca, do que se tinha enganado no código de multibanco, lá lhe expliquei que nem tudo no Alentejo é lento, até como já explicou o Manuel Luís Goucha, temos essa fama mas eram os Alentejanos que trabalhavam de sol a sol debaixo de elevadas temperaturas...o senhor que de certo pensa ter muita lábia, apresentou a sua tese. Ora para ele, os Alentejanos trabalham devagar, porque os patrões não lhe pagavam, ou pagavam pouco (aqui fiquei um pouco indecisa se a sua ironia se estava a direccionar para o passado ou presente) na minha pachorrice de Alentejana decidi apenas responder "vai na volta, é isso mesmo". Passados mais cinco minutos, a contorcer-me para não continuar a responder.... a fila dá uns três a quatro passos e o senhor decide ultrapassar a fila e pedir para que a funcionária lhe destrancasse a porta da casa-de-banho....

Sou Alentejana, mas foi ele que ficou dez minutos à espera, sem nada para pagar, para que lhe abrissem a porta da casa-de-banho. Irónico.



Vamos lá a ver uma coisa, qual é a mania de que no Alentejo o tempo pára?? Que não trabalhamos duro, enquanto muitos estão numa sala com ar condicionado??? 

Há muitas piadas, muita delas sem graça, mas o facto vir cá de passagem ainda se armar em "carapau de corrida", não lhe deixa nada uma boa imagem. 

Deixem-se de coisas, com mais ou menos estudos, independentemente da zona onde habituamos, somos todos iguais... vivam a vida e respeitem-se!





Viver em sociedade é respeitar...
Fonte

4 comentários:

  1. Infelizmente é o que há mais por aí, falta de respeito uns pelos outros!!!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, é a principal causa de toda a violência que se assiste.... Beijos

      Eliminar
  2. Que disparate, como diz o meu pai, o senhor "perdeu uma grande oportunidade de estar calado"... Também não consigo ignorar, começo com pulgas por dentro e tenho de responder!
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Normalmente, tento distrair-me com outra coisa e ignorar, mas neste dia aquilo não me caiu bem. É uma expressão muito usada, já a ouvi e não levei a mal, porém talvez tenha sido o modo como foi dito, desta vez não contive e lá respondi....

      Eliminar